Início Brasil Muita adrenalina e disputas, correram juntas na segunda etapa.

Muita adrenalina e disputas, correram juntas na segunda etapa.

104
0
COMPARTILHAR

Olá amigos amantes do Kart.
No último sábado dia 13/04, no Rio Kart Indoor, em Jacarepaguá, foi realizado a Segunda Etapa do Campeonato do BV e CIK, com pegas emocionantes, disputas incríveis e finais surpreendentes.
Mas antes gostaria de começar falando do local onde foi realizado a Segunda Etapa, amigos que recepção, que atendimento, os karts muito bem equilibrados, a manutenção, quando havia algum problema era de imediato acertado o problema, todos da equipe bem dispostos, atentos, sempre com um pronto atendimento, parabéns a equipe e ao cara que nos colocou todas as dependências a nossa disposição, André Felisberto, que trabalho incrível que ele vem realizando na frente desta pista que sempre foi a escolhida como uma das melhores, mais uma vez PARABÉNS.
Depois das confraternizações, vamos la´….

Foram realizadas seis baterias durante a tarde, válidas para o campeonato, três do BV e outras três do CIK, cada uma com uma emoção diferente.
Na primeira tomada de tempo a pole ficou com João Cajueiro, piloto experiente, mas que não participava do campeonato, fazia muito tempos e em segundo fechado a primeira fila Marcelo Manfredi.

Na largada João Cajueiro assume a liderança com Marcelo Manfredi em segundo e Sergio Dornellas em terceiro, estes três travam uma disputa intensa, Marcelo Manfredi passa João Cajueiro, mas na mesma volta João Cajueiro retoma a liderança, Sergio Dornellas assiste de camarote está disputa, pensando quem sabe sobre alguma posição mais alta no pódio.

No pelotão intermediário outra disputa, entre três pilotos, também chamava a atenção do público presente, Paulo Cesar Miranda, Eduardo Fernandes e Carlos Chinelli, brigavam pela quarta posição, com uma certa distância do pelotão da frente.

Na metade da corrida, João Cajueiro, após ter feito a sua melhor volta 22.36 e a melhor do dia, começa a se defender das investidas de Marcelo Manfredi, que tenta, sem trégua, de todas as maneiras assumir a ponta da corrida, mas, eles não percebem que o pelotão começa a chegar, tornando a disputa fantástica, do primeiro ao sexto colados. Faltando poucas voltas para o final da corria a disputa ficou mais intensa entre eles, mas alguns fatos mudaram completamente a corrida. Em circuitos fechados (indoor), os organizadores do campeonato, obrigam a todos os pilotos fazerem uma parada obrigatória, em um ponto determinado pela organização, com isso estimula a disputa e coloca todos mais próximos, tornando a corrida emocionante, João Cajueiro ao fazer a parada começa a perder rendimento, Marcelo Manfredi assume a ponta e o segundo pelotão simplesmente atropela João Cajueiro, Sergio Dornellas roda sozinho, e a bandeira quadriculada a mostrada para Marcelo Manfredi que chega na frente, mas não leva a primeira posição, pelo motivo de não ter feito a parada obrigatória, com isso, Paulo Cesar Miranda sobe no lugar mais alto do pódio com Eduardo Fernandes em segundo e Carlos Chinelli em terceiro e na sequência, João Cajueiro, Sergio Dornellas e Marcelo Manfredi, meus amigos QUE CORRIDA MARAVILHOSA…..FOI INCRÍVEL.

Segunda tomada de tempo Paulo Villarim garante a pole e em segundo Laerte Miranda fecham a primeira fila.

Na largada Laerte Miranda parte para cima de Paulo Villarim e quase o grid todo fica travado na primeira curva, largada tensa. A disputa fica acirrada entre os quatro primeiros, Paulo Villarim tentando baixar mais o seu tempo, bate nos pneus, o kart perde totalmente a traseira, mas com toda habilidade, Paulo Villarim acerta a traseira para não rodar, mas perde a primeira posição para Laerta Miranda. A corrida fica tranquila com uma disputa aqui e outra ali, sem muita emoção, Laerte Miranda de cara para o vento, vai abrindo caminho e aumentando a diferença para o segundo, mais como esta etapa corrida não poderia terminar sem graça, Paulo Villarim começa a diminuir a diferença, tirando tempo de onde não tinha, quando Laerte Miranda entre para fazer a sua parada obrigatória o público chega a prender a respiração, pois, os dois chegam juntos na primeira curva, sendo que, Paulo Villarim toma o lado de dentro da curva não deixando espaço para Laerte Miranda ficar na primeira posição, Paulo Villarim assume a liderança deixando Laerte Miranda com o segundo posto e Eurico Mello, que no início acompanhou de perto os dois, mas preferiu garantir um lugar no pódio ficando com o terceiro lugar.

Na terceira tomada de tempo e última do dia do BV, Lucas de Luca garante a pole com Murilo Carvalho na segunda posição.

Sinal vermelho apagado inicio de corrida, não, olha lá, o que aconteceu, nãããããão, um apagão na mente dos pilotos Lucas de Luca e Murilo Carvalho, ficaram parados por alguns segundos, tempo suficiente para serem atropelados pelo restante do grid, Alex Kid assume a liderança com Paulo Lantelme em segundo, Versolirio Junior em terceiro e Lucas de Luca na quarta posição, Murilo Carvalho cai para a última posição.

Lucas de Luca começa uma corrida alucinada para chegar na liderança da corrida, pilotando com se estivesse possuído, passando seus oponentes com muita habilidade, chega logo na primeira posição, ultrapassando Alex Kid com imensa maestria, não deixando a menos margem de algum piloto tirar esta vitória e primeiro a receber a bandeira quadriculada.
No pelotão de traz as disputas são acirradíssimas, entre Paulo Lantelme (segundo colocado), Versolirio Junior (terceiro colocado) e Alex Kid (quarto colocado), a disputa pelo terceiro lugar foi emocionante até a última volta, ambos chegaram a se tocar na disputa de posição.
Vale destacar a recuperação FANTÁSTICA de Murilo Carvalho, caindo para a última posição, se aproveitou perfeitamente da parada obrigatória, foi ganhando posição volta a volta no capricho até ficar bem próximo de Alex Kid chegando na quinta posição PARABÉNS Murilo corridão.

Na tomada de tempo da primeira bateria do CIK, Carlos Monteiro garante a pole com Versolirio Junior em segundo.
Na largada Carlos Monteiro assume a liderança, pisando fundo no pedal da direita, pilotando como um desesperado, completamente possuído, acaba fazendo a melhor volta de todas as baterias do CIK 22.06, vai até o final passando em primeiro pela quadriculada.
Nas outras posições nada de muita emoção, Versolirio Junior chegou em segundo e Gabriel Nahid no terceiro posto.
Grande equilíbrio nas outras posições com uma disputa sensacional entre Paulo Villarim e Paulo Cesar Miranda, disputando cada pedacinho da pista foi realmente incrível a disputa.

Segunda tomada de tempo e Marcelo Manfredi largando na pole com Murilo Carvalho em segundo.
Logo na largada Murilo Carvalho tenta se redimir do apagão da bateria anterior e parte para cima tentando a primeira posição de Marcelo Manfredi, mas a tentativa não da certo. A disputa fica quente com a chegada do piloto Gustavo Labanca que acompanha por várias voltas, mas seu kart começa a perder rendimento e o perseguido passa a ser ele, pois, Lucas de Lucas tenta de todas as formas ultrapassar, até que no final da reta acabam se chocando mas nada alem disso, e que subiu no pódio na terceira posição foi Gustavo Labanca. Lá na frente Murilo Carvalho e Marcelo Manfredi disputam cada centímetro de curva em um pega eletrizante, quando Murilo Carvalho numa manobra perfeita ultrapassa Marcelo Manfredi e cruza a linha em primeiro com Marcelo Manfredi na segunda posição.

Na última bateria do dia a pole ficou com Carlos Chinelli e fechando a primeira fila Francisco Junior.

Na largada Carlos Chinelli mantém a liderança com Francisco Junior, Luiz Arthur e Alexandre Odo logo atrás, fazendo a disputa ficar empolgante. Como no CIK também temos a parada obrigatória, Carlos Chinelli entrou logo no inicio, e no retorno a pista ficou atrás de Mario Queiroz, que defendendo bastante dificultava, com toda a habilidade, e não deixava Carlos Chinelli passar, já que era uma disputa de posição, até que Carlos Chinelli forçou e passou Mario Queiroz, mas acabou em quarto lugar. No pelotão da frente, com a parada de Carlos Chinelli, Francisco Junior foi embora não deu a menor chance para Luiz Arthur e Alexandre Odo que brigaram até a bandeira final, quando Francisco Junior cruzou em primeiro, Luiz Arthur em segundo e Alexandre Odo fechou o pódio em terceiro.
Mais uma etapa realizada, agora em dupla BV e CIK ou CIK e BV, com sucesso total, pista competitiva, karts equilibrados, atendimento da equipe fantástico, ou seja, tudo para os eventos que forem programados para o Rio Kart ficarem bons e agradáveis de participar.
Parabéns a todos que participaram direta ou indiretamente a etapa fico perfeita.
PARBÉNS, PARABÉNS, PARABÉNS.

Booking.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, informe seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui