Início Brasil A primeira a gente não esquece, muita emoção e ultrapassagens incríveis

A primeira a gente não esquece, muita emoção e ultrapassagens incríveis

155
0
COMPARTILHAR

Primeira etapa Campeonato de Kart Indoor BV na bela pista de Volta Redonda, muita expectativa com o início da temporada, pilotos, torcida, equipe de apoio, todos ansiosos para o sinal verde da primeira bateria.

Início da primeira tomada de tempo, karts na pista, muita adrenalina para sabermos quem seria o primeiro a  fazer a pole.

Pista aberta para a primeira tomada de tempo e o piloto, depois de uma disputa bem intensa, Aristides Cunha consegue a primeira pole do dia com Humberto Teles em segundo.

 

Na primeira largada Aristides Cunha assume a ponta e vai administrando a primeira posição, enquanto Humberto Teles e Francisco Junior brigam pela segunda posição. Na metade da corrida Francisco Junior passa Humberto Teles e vai à caça de Aristides Cunha. Após uma distração de Aristides Cunha Francisco Junior assume a liderança, duas voltas depois Aristides Cunha retoma a liderança, mas algumas voltas depois volta para o segundo posto. A disputa fica boa entre os três, e aberta até a bandeira quadriculada, quando Francisco Junior cruza em primeiro, Aristides Cunha em segundo e Humberto Teles em terceiro.


Depois da corrida em entrevista exclusiva o piloto Aristides Cunha falou: “Eu não percebi a aproximação na primeira ultrapassagem do Junior (Francisco Junior) ele não percebi que ele estava maia rápido, por isso a facilidade da ultrapassagem, pois, eu estava com o kart na mão e não deixaria barato o primeiro lugar no pódio.”

Início da segunda tomada de tempo e mais uma vez uma disputa intensa pela pole, pois, do primeiro ao quinto a diferença foi de apenas 464 milésimos de segundo, e quem se deu bem largando na frente foi Murilo Carvalho com Enio Russo na segunda posição.

Sinal verde e Murilo Carvalho pula na frente e administra a vantagem a té o final da prova fazendo a única tríplice do dia, pole, melhor volta e vitória.

No segundo pelotão a disputa pelo segundo lugar foi eletrizante, entre Enio Russo, Leandro Oliveira, Eurico Mele e Paulo Villarim, onde as posições somente foram definidas na bandeirada final. Leandro Oliveira, que chegou em segundo, travou uma disputa eletrizante com Enio Russo, que chegou em terceiro, a troca de posição entre os quatro pilotos sensacional, com Enio Russo fazendo uma ultrapassagem fantástica, em cima de Leandro Oliveira, onde ele deixa para frear muito depois do ponto, segurando o kart no capricho para não sair da pista, ele realmente deu um show de habilidade, parabéns aos pilotos pela incrível disputa.

Nos boxes tive a oportunidade de conversar com Murilo Carvalho e Enio Russo, ambos falaram da qualidade dos karts, que estavam muito equilibrados, apesar de Murilo Carvalho ter aberto uma boa distância, as brigas por posição foram muito disputadas, os karts não perderam rendimento durante a corrida.

Na terceira e última tomada de tempo do dia, Thomas Dantas marca a pole com Alex Kid na segunda posição, mas a disputa foi tão acirrada que do primeiro ao sétimo no grid a diferença foi de apenas 393 milésimos de segundo, é uma piscada de olho.

Thomas Dantas, que largou na pole, pula na frente e mantém uma boa distância dos outros pilotos para garantir a vitória na bateria.

Logo nas primeiras curvas um acidente envolvendo Paulo Cesar Custódio, Marcelo Manfredi e Alex Kid. Marcelo Manfredi e Alex Kid ficam nas últimas posições e no segundo pelotão a disputa fica frenética, Lucas de Luca assume a segunda posição passando Edison Fairbairn, com Gustavo Labanca e Carlos Chinelli logo atrás. Alex Kid que ficou nas últimas posições começa a fazer melhor volta, uma depois da outra, diminuindo a distância do segundo pelotão em poucas voltas. Como a disputa era intensa em determinado ponto ele ultrapassa dois em uma única curva (Carlos Chinelli e Gustavo Labanca), ele estava POSSUÍDO, FOCADO, DETERMINADO. Na metade da corrida alcança os primeiros colocados e começa a fazer ultrapassagens fantásticas, chega em Lucas de Luca, e é o único piloto que vende caro a posição, ultrapassa Lucas de Luca e vai com determinação para alcançar Thomas Dantas, mas a distância era grande e não deu, mas fez a melhor volta do dia e na bateria as cinco melhores voltas saíram da última bateria, foi UMA CORRIDA INCRÍVEL.

 

Ao final conversei com alguns pilotos, inclusive Alex Kid e Thomas Dantas, personagens principais da última bateria. Thomas Dantas me confidenciou que se o Kid (Alex Kid) não se envolvesse no acidente ficaria difícil segurar, o Kid estava virando mais rápido por volta eu virava 47,4 e o Kid 47,1, ele ia chegar passar seria outra história. Alex Kid me passo que depois do acidente estava desconcentrado errando bastante, mas depois amarrou a sapatinha no acelerador e mandou ver, fazendo uma corrida MAGNÍFICA.

Parabéns a todos os envolvidos, pilotos, equipes, equipe de fiscais, e principalmente ao mecânico Rogério que nos proporcionou uma corrida onde não faltou emoção e principalmente onde os pilotos além das disputas puderam se divertir, um grande empenha da equipe e também da bela pista de Volta Redonda.

Eu sou João Guerra, Diretor de Provas e repórter, mando um forte abraço a todos.

Booking.com

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, informe seu comentário!
Por favor, informe seu nome aqui